quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Definição do amor

Isabel de Sá
Desmaiar-se, atrever-se, estar furioso,
áspero, terno, liberal, esquivo,
alentado, mortal, defunto, vivo,
leal, traidor, covarde e valoroso;

não ver, fora do bem, centro e repouso,
mostrar-se alegre, triste, humilde, altivo,
enfadado, valente, fugitivo,
satisfeito, ofendido, receoso;

furtar o rosto ao claro desengano,
beber veneno qual o licor suave,
esquecer o proveito, amar o dano;

acreditar que o céu no inferno cabe,
doar sua vida e alma a um desengano,
isto é amor; quem provou bem sabe.

Lope de Vega, in: Poetas do Século de Ouro Espanhol - Edição Bilíngue

4 comentários:

  1. Belíssimo!

    Antologia poética muito interessante, rica, fizeste neste blog!
    Seguindo-te =)

    ResponderExcluir
  2. Lindo.
    Só quem provou sabe... intenso.
    bjOus

    ResponderExcluir