sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Pousa a mão na minha testa

Lilya Corneli
Não te doas do meu silêncio:
Estou cansado de todas as palavras.
Não sabes que te amo?
Pousa a mão na minha testa:
Captarás numa palpitação inefável
O sentido da única palavra essencial
- Amor.

Manuel Bandeira, in: Poesias Reunidas

4 comentários:

  1. Obrigado por participar de bandeira.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Magnífico Bandeira.
    Foi um dos primeiros poetas que eu li na vida.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Bandeira. E o que a gente faz com isso?

    ResponderExcluir