quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

.


O próprio escrever perdeu a doçura para mim. Banalizou-se tanto, não só o acto de dar expressão a emoções como o de requintar frases, que escrevo como quem come ou bebe, com mais ou menos atenção, mas meio alheio e desinteressado, meio atento, e sem entusiasmo nem fulgor.

Fernando Pessoa, in: Livro do Desassossego. Ed. Companhia das Letras

Um comentário:

  1. Fiquei com uma vontade de lê-lo nessas férias...

    Mas nem pude pegá-lo! :/

    ResponderExcluir