domingo, 21 de agosto de 2011

XLIII

a luz da tua

boca,

o teu canto,

refrata tanto

em

meu corpo

(fratura)


que chego a

pensar:

"tenho ossos de vidro".

Marceli Andresa Becker, in: Do Meu Caderno de Experimentações

2 comentários:

  1. Baita imagem pro poema, hein!!! E a diagramação, toda centralizada... :-) Gracias, babe!

    ResponderExcluir