sábado, 5 de março de 2011

Que me aconteceu, que aconteceu ao nosso amor?

Amanda Cass
Então não há nada certo, geramos apenas o esquecimento e a distância? As palavras, meu Deus, não significam coisa alguma, não têm poder para selar nenhum juramento? Quem somos nós que assim passamos como espuma, e nada deixamos do que construímos, senão um punhado de cinza e de sombra?

Debato-me, o coração me vem aos lábios: que é válido, que é invulnerável à fúria do tempo, qual o sentimento que não se esgota e não se ultraja?

Lúcio Cardoso, in: Crônica da Casa Assassinada. Ed. Ediouro

7 comentários:

  1. Não foi à toa que levei um ano para ler este livro.

    É de arrancar o coração e jogar aos leões.

    ResponderExcluir
  2. Ooie! Nossa,adorei seu Blog!
    Combinou com você :)

    Também sou apaixonada em livros (risos)

    ResponderExcluir
  3. concordo com a Vanessa, esse livro é o bicho,


    beijo

    ResponderExcluir
  4. Everton Santos06/03/2011 09:07

    Jenifer enviei o convite para vc no orkut.Seu blog tá bombando, vai ficar famosa!!!

    ResponderExcluir
  5. Geramos muito mais...Mas também esquecimento e distância e o inevitável saber que "tudo vale a pena, se a alma não é pequena..."

    ResponderExcluir
  6. Vou comprar e ler!
    Adorei a citação!
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  7. Acredito na transmutação dos sentimentos verdadeiros , só não acredito na morte deles.

    O verdadeiro sempre permanece.

    Bjo querida

    Erikah

    ResponderExcluir