sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Brilho de Uma Paixão
Sou apenas o cúmplice da tua solidão.

Rainer Maria Rilke. Recorte do livro de Lya Luft: Secreta Mirada. Ed. Mandarim

6 comentários:

  1. Que bonito isso, e a imagem também! Linda! ^^
    Beijos, Jeny! :*

    ResponderExcluir
  2. Somos e temos que ser cumplices de nossa própria solidão. É Fato!

    ResponderExcluir
  3. Mais fácil assim... talvez!

    Um beijo, flor.

    ResponderExcluir
  4. E tem coisa mais íntima que isso?

    Lindo blog, adorei. :)

    Um beijo.

    ResponderExcluir