quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Para Ana

Tem uma folha branca
Que não espera por mim
Que não convida pra nada

Tem uma cama limpa
Que não me espera
Nem me chama

Tem uma vida branca
Que tão limpa não é minha

Minha folha
Minha cama
Minha vida
Todas estão sujas
Com o sujo de minhas mãos
Que nada sabem de espera.

Lia Beltrão

4 comentários:

  1. Eu entro aqui e saio arrepiadaaaaaaaaaa.

    É lindeza demais!!!

    Beijão, minha querida!!

    ResponderExcluir
  2. Nao tem como, sempre fico feliz qnd me dedicam poesias... :)

    ResponderExcluir