terça-feira, 18 de maio de 2010

Sem palavras

DeviantArt_Scarabuss
A vida inteira busquei
explicações e deciframentos:
encontrei silêncio e segredo,
às vezes o conforto de um ombro,
outras vezes
dor.

No último lapso
de um tempo sem limites
- embora a gente o queira compor
em fragmentos -,
abriram-se as águas
e entrei onde sempre estivera.
Tudo compreendido
e absolvido,
absorta eu me tornei
luz sem sombras:
assombro.

Lya Luft, in: O Silêncio dos Amantes. Ed. Record

11 comentários:

  1. encontrei silêncio e segredo,
    às vezes o conforto de um ombro,
    outras vezes
    dor.

    Lindo.

    Tenho esse livro com dedicatória há anos, e ainda não li.

    ResponderExcluir
  2. ainda to besta com seus passarinhos...
    To fugindo de ter textos por ora...

    ResponderExcluir
  3. Oi, moça!

    Este é um dos poemas mais bonitos da Lya que já li...já o livro não gosto muito, me causa muito assombro!

    estou melhor,...mas ainda precisando de cuidados!

    Obrigado por se preocupar comigo...!

    Enorme carinho!
    Mell

    ResponderExcluir
  4. A Lya é totalmente tragavel.
    TOTALMENTE.

    ResponderExcluir
  5. Gosto da maneira com a Lya Luft escreve!

    :*

    ResponderExcluir
  6. Oi!!
    Obrigado mesmo por se preocupar,...repouso, remédios e cuidados especiais sim....tenho sérios problemas nos rins, aí quando atacam já viu, né??
    Mas vou melhorando aos poucos!
    Obrigado mesmo pelo carinho!

    Vê se aparece para nosso café,mas tente vir desocupada, sem hora marcada para sair,....estou mesmo precisando de um bom dedo de prosa!

    Um cheiro, linda!
    Mell

    ResponderExcluir
  7. ahh,, amei isto desde o primeiro bater dos olhos em cima..

    Lya é linda!

    ResponderExcluir