terça-feira, 6 de abril de 2010

Labaredas


Todas as minhas pontas são labaredas. Possuo na casca uma felicidade vermelha e sobejante, que estala as extremidades de mim.
Sinto meu próprio açoite. Eu, mulher de tentáculos, termicamente borbulhante.
Às vezes me queimo, mas eu mesma assopro os hematomas.

Samantha Abreu

2 comentários:

  1. "Às vezes me queimo, mas eu mesma assopro os hematomas."

    Uma ferida acaba por cicatrizar a outra!

    ResponderExcluir