domingo, 9 de dezembro de 2012

Clarice.


Nem tudo o que escrevo resulta numa realização, resulta mais numa tentativa. O que também é um prazer. Pois nem tudo eu quero pegar. Às vezes, quero apenas tocar. Depois, o que toco às vezes floresce e os outros podem pegar com as duas mãos.

Clarice Lispector / Fragmento retirado do livro Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres. Ed. Francisco Alves

2 comentários: