segunda-feira, 19 de março de 2012

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças

[...] Não se consegue amar completamente senão na memória, Sebastião. As histórias que sonhamos para as pessoas amadas flutuam na neblina dos dias muito quentes, como mentiras leves tocadas pelo peso da verdade.

Inês Pedrosa, in: A Eternidade e o Desejo. Ed. Alfaguara

3 comentários:

  1. Ah o peso da verdade pode chegar a 1 tonelada.

    ResponderExcluir
  2. Aqui tb vale dizer que acho muito delicada a relação que estebelece entre texto e imagem. :)

    ResponderExcluir