quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

As três palavras mais estranhas

Sundari Carmody
Quando pronuncio a palavra Futuro
a primeira sílaba já pertence ao passado.

Quando pronuncio a palavra Silêncio,
destruo-o.

Quando pronuncio a palavra Nada,
crio algo que não cabe em nenhum não-ser.

Wislawa Szymborska / Tradução de Elzbieta Milewska e Sérgio das Neves

6 comentários:

  1. Para a poeta que partiu hoje.

    http://www.publico.pt/Cultura/morreu-a-poeta-e-nobel-da-literatura-wislawa-szymborska-1531840

    ResponderExcluir
  2. Olá! visite o blog: www.desenhuras.blogspot.com e conheça também seu conteúdo sobre: desenho e quadrinhos. Grato.

    ResponderExcluir
  3. Deixei um selinho pra você no meu blog, passe por lá, viu? Beijos!

    http://anestesiandoamente.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Que lindos versos! Você tem bom gosto flor!
    Quando puder, conheça o meu blog tbm (é só clicar em meu nome.)!
    Tenha uma ótima noite! Abraço! =)

    ResponderExcluir