segunda-feira, 18 de julho de 2011

Relógio:

1. caixa metálica, plástica ou de madeira onde se esconde o tempo; 2. boi-da-cara preta dos assalariados; 3. Adolf Hitler dos apaixonados; 4. se sozinho, uma certeza. 5. se em grupo, várias dúvidas; 6. salão de baile dos ponteiros; 7. garoto propaganda da Suiça; 8. se digital, beijo técnico; 9. conglomerado mundial que fabrica horas, minutos e segundos; 10. a casa dos cucos; 11. banda musical que só compôs a música Tic-Tac; 12. na biologia, animal que se alimenta de futuro, em mínimas porções; 13. pequeno ditador que aprisiona sonhos; 14. rede mundial de vigilância criada pela Associação Internacional dos Chefes; 15. guru da seita Coelho de Alice; 16. indivíduo bipolar que corre muito quando não se quer e rasteja lentamente quando não se precisa; 17. se parado, o tempo empalhado. (Ex.: "No meu relógio, amor, os ponteiros decidiram fazer greve por tempo indeterminado, para que possamos dançar e dançar e dançar enquanto a vida sussurra para o mundo inteiro a nossa música e a noite dorme até mais tarde e decreta feriado no planeta".)

André Gonçalves, in: Coisas de Amor Largadas na Noite. Ed. Ideias Inc.

7 comentários:

  1. QUERID@S,

    Uma semana de pausa e saudades!

    Agradeço a todos pelas visitas, os amáveis comentários :)

    Cá estou - e o computador também, risos.
    Beijão,

    Jenifer

    ResponderExcluir
  2. Um bom descanso para você. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  3. Xurruuu!!!! O Dia em que o relógio tirou folga e fez um feriado prolondado indeterminado! :D :D :D

    ResponderExcluir
  4. Que ótimo que você está de volta!

    Abraço e beijo!

    ResponderExcluir
  5. Era uma vez uma moça que chegou do trabalho e encontrou um certo "Coisas de amor" carinhosamente largadas em cima de sua cama.
    A moça adiou indo comer pão com manteiga e quando enfim entregou-se ao amante sorriu maravilhada!

    (presenteei secretamente a moça)

    ResponderExcluir
  6. :))

    André Gonçalves

    ResponderExcluir