terça-feira, 18 de janeiro de 2011

O haver

Margarida Delgado
[...]
Resta esse constante esforço para caminhar dentro do labirinto
Esse eterno levantar-se depois de cada queda
Essa busca de equilíbrio no fio da navalha
Essa terrível coragem diante do grande medo, e esse medo
Infantil de ter pequenas coragens.

Vinícius de Moraes

10 comentários:

  1. Seja muito bem vinda de novo! Mesmo que aos poucos, é o cantinho que sempre me inspira!

    Beijo carinhoso!

    *;

    ResponderExcluir
  2. Guria,

    Venho aqui partilhar um novo blog que fiz, para divulgar um pouco da arte que minhas mãos tecem!

    http://cirandalavrandeira.blogspot.com/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ah, meu amor não vás embora
    Vê a vida como chora, vê que triste esta canção
    Não, eu te peço, não te ausentes
    Pois a dor que agora sentes, só se esquece no perdão
    Ah, minha amada me perdoa
    Pois embora ainda te doa a tristeza que causei
    Eu te suplico não destruas tantas coisas que são tuas
    Por um mal que eu já paguei

    Ah, minha amada, se soubesses
    Da tristeza que há nas preces
    Que a chorar te faço eu
    Se tu soubesses num momento todo arrependimento
    Como tudo entristeceu
    Se tu soubesses como é triste
    Perceber que tu partiste
    Sem sequer dizer adeus

    Ah, meu amor tu voltarias
    E de novo cairias
    A chorar nos braços meus

    ResponderExcluir
  4. Oi aqui é a Mila do blog Devaneios Fugazes é que também sou uma das moderadoras desse blog o Over Shock e passei aqui para dizer que no Over tem um selo... Beijosss...
    www.overshock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Está melhor, minha querida? Espero que sim.
    Que seu ano seja cheio de alegrias vívidas e doces.

    Sua página fica sempre mais bonita... Que esplendor!

    (Não é que a conversa n.9 tinha ficado escondida sabe deus onde?! Brigada pela atenção de sempre!)

    Beijão,
    Raiça.

    ResponderExcluir
  6. Bem vinda de volta, menina sol!!

    Ainda bem que está de volta; aqui confesso minha fonte de inspiração constante!

    Um beijo!

    Ps:vinicius é vinicius sempre!
    Mell

    ResponderExcluir
  7. Vinícius é sublime. Tenho uma paixão antiga por ele.


    Amei aqui!

    Que aconteça alguma coisa bem bonita para você também!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Chame como quiser: coincidência, acaso, destino, sintonia. Fato é que justamente nesse dia, 18 de janeiro, fui "convidada" pelo meu gerente a ir para casa em definitivo, após 8 longos e sofridos meses de trabalho pesado. Eis que chego aqui e vejo essa mensagem de Vinícius, que eu adoro e cabe perfeitamente nesse meu momento atual: uma folha em branco, esperanças renovadas e aquela sensação de não saber muito para onde ir, mas saber que será um caminho melhor. Um beijo, bella. Fico feliz por ter voltado. :)

    ResponderExcluir