domingo, 7 de novembro de 2010

Universo particular

Existe um universo particular ainda desconhecido.
Pode-se saber algumas cores e dores, sem esperar com isso qualquer tipo de segurança que garanta autodomínio. A ribanceira depois da curva é sempre inesperada.
Desse mundo, até agora não se sabe se redondo, se planície ou pra que lado se deve ir. A única certeza é de que no limite da razão, ainda somos perdoáveis. Mas a um passo depois da linha, não.

Samantha Abreu

5 comentários:

  1. É muitas vezes quebrando limites e princípios que descobrimos o que passa em nosso íntimo, mesmo quando não somos perdoados por isso.

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  2. A linha que nos separa do abismo.
    Tênue, frágil.

    ResponderExcluir
  3. Muitas saudades minha querida!!!
    apareça!!

    ResponderExcluir
  4. O jeito é a gente esperar o melhor caminho para se traçar...amei!!!belo post!!!serei sua seguidora...seus posts são maravilhosos!!!beijos queridaa!!

    ResponderExcluir