segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Pés

Artur K.

Por muito tempo, meus pés serviram para caminhar. Levar-me pra lá e pra cá, pisar na lama, torrar nas pedras quentes do meio-dia. Sempre tive muitas cócegas nos pés. Você descobriu por acaso e passou a me torturar com os dedos leves. Depois vieram os beijos e depois a língua. Aos poucos, meus pés não queriam mais caminhar. Desejavam a boca que os tinham desviado dos antigos caminhos. Hoje, meu corpo começa pelos pés.

Lia Beltrão

7 comentários:

  1. pés que me levam até você.

    ResponderExcluir
  2. Pés que sustentam o meu desejo.

    ResponderExcluir
  3. Adorei o que o sujeito ausente aí de cima disse ;)

    ResponderExcluir
  4. Os pés que não conseguem caminhar, são apenas sombras que moram na alma de um estranho...

    "Para a direita fui contigo.
    Coração soube escolher."

    Guimarães Rosa.


    Te abraço forte.

    ResponderExcluir
  5. aah q òtimo !
    destaque pra suas imagens tb, uma mais linda q a outra.. são sutis, falam por si só.

    ResponderExcluir
  6. Olá, menina soteropolitana! :-) Retribuindo a visita e constatando que os passos foram bem freados...que os pés em preguiça têm razão!
    beijos,

    ResponderExcluir
  7. Que lindo!
    E eu tento equilibrar tanta coisa sobre eles!

    bjos querida

    ResponderExcluir