sábado, 19 de junho de 2010

Aspiração

Eu piso no acelerador.
O vento da fuga me toma o peito,
desfaz o nó na garganta,
desembaraça os cabelos,
esvaziamento.

Chego amplamente
despovoada,
não sei onde.

Samantha Abreu

3 comentários:

  1. saudades de ler as coisas aqui

    ResponderExcluir
  2. o vento da fuga torna nossos pés nômades,

    no calar da madrugada, um beijo querida

    ResponderExcluir