segunda-feira, 24 de maio de 2010

Pausa

no peito ouviu-se um estalo
o amor quebrara as asas
confundira o nome as chaves
errara casa endereço.

necessita o amor de tempo
de respirar novos ares
porque amor não é hábito
é qual um bulbo de flor
ao secar o cerne as folhas
carece ser replantado
esperar nova estação.

parte amor vai logo embora
e realiza teus sonhos
pois de cinzas não se vive
muito menos de migalhas
um amor precisa saltos
sem culpas chagas pesares
e sem arrependimentos.

Líria Porto

8 comentários:

  1. que coisa mais linda, e essa foto então?....tudo muito romantico! Bj

    ResponderExcluir
  2. aiii que gostoso de ler.

    Gosto muito do seu espaço.

    Abraços,

    Mi/SC

    ResponderExcluir
  3. Precisa de mergulhos intensos no caos da realidade...

    ResponderExcluir
  4. Belos fragmentos!

    Agradecido pelas suas visitas ao Rembrandt

    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  5. O amor depois do hospital de verão, bem podia tirar férias.

    ResponderExcluir
  6. obrigada, flor - gosto muito de estar aqui.
    besos

    ResponderExcluir